Ciência e Religião

Setembro 28, 2011 às 1:39 pm | Publicado em Livros | 3 comentários

O facto de existirem cientistas que conseguem harmonizar uma actividade científica com crenças religiosas ou religiosos que conseguem fazer ciência (estou-me a lembrar dos astrónomos do Vaticano), não significa para mim que a ciência a religião sejam conciliáveis. Ser crente e cientista significa que as pessoas conseguem funcionar com contradições por muito harmonizadas que essas crenças estejam com a ciência no interior de cada um.

Lembro isto a propósito de um livro que saiu agora do Hans Küng, que tenta conciliar a crença cristã com a ciência. Não é o primeiro a fazê-lo, mas acho que o faz com bons argumentos e de forma séria e fundamentada. Não me convenceu obviamente, mas percebo o pensamento dele. No final confessa que vive mais feliz num Universo com Deus do que sem Deus nenhum. E é esse peso de um Universo sem Deus que ele não suporta. Mas gostei do livro.É um bom ensaio para tentar provar a razoabilidade da ideia de um criador imanente ao Universo. Não me convenceu da razoabilidade da ideia, mas fez-me pensar.

Anúncios

3 comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Gostei do comentário. Eu cada vez mais tenho uma dificuldade em conceber como se pode conciliar a crença religiosa com uma visão baseada em conhecimento científico. Especialmente tendo em consideração as posições da Igreja católica que espaçadamente são tornadas públicas. Existe também uma questão central que é, a meu ver, o facto de ser realmente crente numa religião (e.g. catolicismo) implicar a aceitação incondicional de uma série de dogmas, o que inerentemente é uma posição totalmente oposta ao pensamento científico.
    Deixo também aqui uma sugestão de leitura de um livro que li há uns anos e que aborda este tema. Chama-se “Ciência e religião” e foi escrito por Russel Stannard. Trata-se de uma compilação de entrevistas a conhecidos cientistas, em que se procura encontrar uma visão global da relação entre os dois campos.
    Fica aqui o link
    http://www.almedina.net/catalog/product_info.php?products_id=4050

  2. Sinceramente, do ponto de vista científico, parece-me mais difícil acreditar num Universo sem origem ( ou sem causa ) do que num Criador. E depois, a Igreja não é a Religião.
    P.S.: Long time no see…

  3. Cresci dentro do meio religioso Kardecista, acho estranho debates científicos atuais quererem promover este debate sem passar pelos credos tradicionais. Quer seja o Catolicismo ou o Protestantismo. Kardec na segunda metade do século XIX quando surge o Espiritismo o fez com maestria. Ciência, Filosofia e Religião, por mais que tenha sido colocado em descrédito na virada do século XX pelo materialismo cientifico, principalmente na Europa, o Espiritismo fez esta união. Para leigos é fácil detonar tudo, porém para os estudiosos da História daquele período verá homens como Charles Richet entre inúmeros outros da ciência reconhecerem os fenômenos estudados por kardec como reais. Diferente das religiões tradicionais o Espiritismo não nega a ciência,e , mais ainda, por incrível que possa parecer aos leigos, se pauta na razão. Busquem os homens de ciência daquela época e entenderão. O Livro dos espíritos se pautam em pressupostos científicos , a citar a teoria da evolução.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: