Para o Eduardo Chaves

Outubro 29, 2009 às 12:29 am | Publicado em Astronomia | 7 comentários

O Eduardo Chaves faleceu na passada terça-feira. O nome não diz muito, mas era o astrónomo amador mais antigo em actividade no Porto. Morava na Rua São Roque da Lameira e tinha um observatório em casa no telhado do prédio e era um apaixonado pela Astronomia. Já era velho quando o conheci nos anos 90, mas sempre tive por ele um grande apreço pela perseverança, pelo entusiasmo, pelo amor pelos céus. Houve uma época em que o visitava, cheguei mesmo a comprar-lhe um telescópio. Gostava de conversar com ele, pois o Chaves era um sobrevivente. Apesar de ter tido uma infância humilde e com muitas dificuldades, interessou-se pela astronomia nos anos 60, numa época que a astronomia amadora praticamente não existia em Portugal. Foi ourives durante grande parte da vida, mas tinha aquela paixão pelo céu que diversas vezes partilhamos em longas noites. Era um homem de uma grande simpatia e foi uma inspiração para muita gente do Porto que gostava de observar. A fotografia é do Pedro Ré no observatório do Marão com o Chaves a olhar para o telescópio de meio metro de diâmetro.

Eduardo Chaves

Advertisements

7 comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Apesar de não ter tido o prazer de o conhecer, já vi pelos comentários de vários astrónomos que o Eduardo Chaves era muito estimado. Infelizmente chegou a sua vez de partir como chegará a de todos nós. Os meus sentidos pêsames à família, amigos e colegas.

    Mais uma estrela brilha esta noite no céu.

    • Sou a filha do Chaves e agradeço-lhe ter falado do meu pai com estima apesar de não o ter conhecido.
      Gostaria de lhe oferecer o livro que o meu pai, escreveu.
      Pode contactar-me para o meu mail (olinda.porto@hotmail.com)?
      Obrigada

      • não conhecendo o seu pai, por aquilo que já vi aqui nesta página… só podia ser um Grande Homem, um Sonhador…
        Um homem que o mundo precisa e não dos que o mundo gasta… que descanse no sítio mais bonito observado por ele..

  2. Desde que vim morar para Lisboa em 1998, já há muito não sabia do Eduardo Luís Chaves. Guardo boas recordações dele. Mostrou-me que com paixão e engenho consegue-se muito. Ele era um autêntico MacGyver com a forma fantástica como conseguia fabricar telescópios partindo apenas de matérias primas simples e sucata! E o equipamento que fazia funcionava tão bem ou melhor que os telescópios dos profissionais endinheirados. Também gosto do que pintava e da sua energia contagiante e mesmo sendo ele um grande crítico do sistema político e da mentalidade neste país, ele fazia e andava para a frente sem se deixar ir abaixo. Com mais gente como o Eduardo o mundo seria muito melhor. Espero que os que ficam lhe sigam o exemplo. Eu vou continuar a lembrar-me do que fazia pois continua sempre a inspirar-me.

  3. A paixão pela astronomia foi o que fez Galileu inventar o telescópio e possibilitar conhecermos o universo. Quem se aventura nessa prática é para ser visto como exemplo.

  4. Caríssima Dª Olinda Chaves.

    Não sabia que o seu Pai o Sr. Eduardo Chaves, tinha falecido. Os meus sentimentos.
    Estava a tentar saber novidades do seu pai agora pela Net e deparei-me com este Site.
    Ele era deveras uma pessoa Singular, Apaixonado pelo que fazia, Motivador, Honesto, Ajudador, Franco e muito Puro como hoje é difícil encontrar!
    Acho que ser realmente filha dele deve ser uma Grande Honra para si !
    Conheci o Sr. Chaves no fim da década de 70 quando no Liceu Alexandre Herculano, eu, o meu irmão (Oscar Silva) e mais alguns amigos fundamos o GAP (Grupo de Astrónomos do Porto). O seu Pai foi sempre um grande entusiasta pelo grupo, fez logo parte dele e era o nosso Mentor. Todo o Conhecimento que pudesse obter acerca do Universo ele absorvia-o como uma esponja e transmitia logo a todos para que pudéssemos partilhar. Era um Verdadeiro Espírito Empreendedor na Construção de Telescópios e nas actividades que fazíamos. Ele era uma Jóia (rara como as ele desenhava) difícil de encontrar na sociedade de hoje…
    Nunca mais me esquece as palavras que ele me disse uma vez: “Pereira, sempre que quiseres ver o Céu, os Planetas, as Estrelas ou Galáxias, podes bater na minha porta a qualquer hora do dia nem que seja pela noite dentro!” … “Estou a falar a sério!”. E sorriamos perante tanta frontalidade e paixão !
    Gostaria de adquirir o livro dele, agradecia que me informasse onde o posso fazer.

    Os meus melhores cumprimentos
    António Manuel Moura Pereira da Silva

  5. Foi realmente uma enorme honra ter convivido com este grande Homem. Todas as palavras que o descrevem são insuficientes para caracterizar na totalidade a sua grandeza. Apesar de tudo o que aconteceu depois e que nada teve a ver contigo, Chaves, estás no meu coração.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: