Caselho

Agosto 23, 2009 às 3:18 am | Publicado em Dia-a-dia | Deixe um comentário

No meio da serra há uma capela rodeada de eólicas. É o fim de uma longa caminhada. Não para nós que já lá estamos, mas para os caminhantes que se avizinham. Ali no meio de nada vemos o céu e mostramos os espaços incomensuráveis a quem chega. E lá estamos noite dentro a tecer figuras no céu e a falar do caminho dourado por cima das nossas cabeças. E depois de todos partirem, ainda guardamos um pouco de céu para nós e subimos ao chão da capela para vermos o rendilhado de pontos luminosos na paisagem. E lá ficamos um pouco a olhar tudo, a sentir a nossa pequenez e a lembrar a brisa quente que repousa na montanha. E durante uns minutos esquecemos tudo e somos apenas nós, a montanha e a estrelas.

Anúncios

Deixe um Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: