Monsanto

Agosto 17, 2009 às 3:21 am | Publicado em Dia-a-dia | Deixe um comentário

Monsanto é um penedo na paisagem. Um penedo de granito congelado no tempo. As ruas estreitas, as casas de pedra, tudo nos lembra um outro tempo. Nunca tinha caminhado por lá à noite, mas lá fomos pela parte de fora da aldeia subindo a serrania parando ali e acolá para ver o céu. E lá fui mostrando, o cisne, a águia, a lira, e outras coisas que apenas existem na nossa imaginação. E lá em cima no castelo falou-se da vastidão que nos rodeia e da nossa imensa pequenez. Da nossa insignificante presença. Do futuro que não existe. Dos signos que estão trocados e de tantas outras coisas que aquela gente não sabia. E lá estivemos a ver a paisagem, a ver as luzes que povoam a planície. Micróbios a contemplarem outros micróbios.

Monsanto

Anúncios

Deixe um Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: