O Lulin no youtube

Fevereiro 28, 2009 às 3:36 pm | Publicado em Astronomia, Cometas | 1 Comentário

Slides

Fevereiro 28, 2009 às 3:46 am | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

Estive hoje arrumar slides antigos e não deixa de ser estranho mexer num produto que já  morreu, que passou à história, embora possa sempre ser exibido. Algumas lojas ainda vendem esta raridade, mas já ninguém compra. Passou para o baú das velharias e por lá ficará. Mas tenho obviamente saudades e pena de já não os poder usar, pois era mais fácil preparar uma aula. Agora é tudo mais complicado e dá mais trabalho.

Horizontes da Física

Fevereiro 27, 2009 às 1:29 am | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

Vão começar na próxima semana em Aveiro. A não perder.

Einstein e Gago Coutinho

Fevereiro 24, 2009 às 9:38 pm | Publicado em Astronomia | 8 comentários

Já não é primeira vez que falo disto, mas apeteceu-me hoje voltar ao assunto, pois acho a polémica interessante.

Penso que é natural que a teoria de Einstein tenha suscitado reservas na época em que foi publicada. Afinal de contas, era uma física completamente nova que estava em jogo.

A teoria começou a chegar e Portugal pela mão de Ramos da Costa e de Melo Simas, o primeiro matemático e o segundo oficial de artilharia a trabalhar no Observatório de Lisboa (OAL).

Ramos da Costa publica, em 1921 e 1923, dois pequenos livros sobre a teoria da relatividade a reter:

1- A Teoria da Relatividade (Lisboa: Biblioteca Nacional, 1921);

2- Espaço, Matéria, Tempo ou a Trilogia Einsteiniana (Lisboa: Imprensa Lucas e C.a, 1923).

Quanto a Melo Simas promove em Novembro de 1922, um ciclo de palestras na Universidade Livre de Lisboa sobre a nova teoria com grande sucesso. Por outro lado, também em Lisboa, o catedrático Santos Lucas realiza no mesmo ano, um curso de Física-Matemática completamente dedicado à teoria da Relatividade. Portanto, pouco a pouco a teoria de Einstein é divulgada em Portugal, principalmente entre matemáticos e astrónomos. No entanto, nem toda a gente adere à nova física einsteiniana.

Um dos resistentes é o Almirante Gago Coutinho, que tinha visto uma palestra de Einstein no Brasil em 1925. Já nessa altura tinha criticado a nova teoria num artigo que escreveu para “O Jornal”. Depois nos anos 30 volta ao ataque depois de um curso que o catedrático Ruy Luís Gomes dá em Lisboa sobre Relatividade Restrita a convite do Núcleo de Matemática Física e Química (NMFQ).

Nos números 534, 535, 536 e 537, da revista Seara Nova, Gago Coutinho publica semanalmente, entre 6 e 27 de Novembro de 1937, vários artigos “dedicados aos alunos do Física liceal”, onde ataca a Relatividade. Diz o Almirante no primeiro desses artigos: “Julgava eu, pois, que não teria de voltar a atacá-la (a Relatividade); mas o facto de há meses se ter apresentado em Lisboa um professor universitário a fazer conferências sobre a Relatividade Restrita – como há anos fez o professor Langevin – provou-me que a chamada Mecânica Nova ainda conserva adeptos e que viria a propósito renovar as minhas dúvidas, ou, objecções, a respeito desta Revolução Científica”.

Em resposta o NMFQ publica uma nota na revista (nº 539) em que cita algumas passagens de um livro de Louis de Broglie, («La physique nouvelle et les quanta»), onde é defendida a Relatividade. Faz também vários elogios à forma como Ruy Luís Gomes tinha dado o curso e termina com uma chamada de atenção a Gago Coutinho:

“Finalmente este Núcleo considera grave que o Sr. Almirante Gago Coutinho dedique os seus artigos aos alunos de Física liceal. Dirigindo-se a quem tem forçosamente uma cultura reduzida e faculdades críticas pouco desenvolvidas, o Sr. Almirante vai, possivelmente, com o prestígio do seu nome feito em campo e assunto diferentes, criar a falsa opinião de que a teoria da relatividade consiste num amontoado de absurdos, contribuindo assim para desenvolver em jovens estudantes uma mentalidade de desconfiança perante a ciência”.

O reparo tinha obviamente razão de ser, pois Gago Coutinho conhecia superficialmente a Teoria da Relatividade e apenas a Relatividade Restrita. Portanto, falava de um tema que não dominava bem baseado apenas em preconceitos.

Honra seja feita, que depois deste reparo, o próprio Gago Coutinho muda de tom e sugere mesmo à revista que publique vários artigos de Ruy Luís Gomes, para que teoria de Einstein seja mais conhecida, o que acontece nos números 541, 543, 545, 547, 550 e 553. Mas o episódio mostra bem que o Almirante tinha falado sem conhecer a fundo o assunto. Digamos que a resistência de Gago Coutinho não era baseada numa discordância fundamentada, mas sim numa resistência preconceituosa contra a emergência de uma nova física com Einstein. Não terá sido o único a ter este tipo de resistência, mas é um tipo de atitude pouco científica num homem distinto como ele.

Fomos ver o cometa

Fevereiro 24, 2009 às 3:03 am | Publicado em Cometas | 3 comentários

Como nos velhos tempos lá fomos ver o cometa. Sair de casa à meia-noite para ver uma bola de cotão. Um amigo levou um refractor apocromático de 175 mm e lá fomos para a aldeia ver o famigerado astro. Apareceu bonito ao telescópio. Nada visível a olho nu. E já agora vejam o vídeo do João Pereira.

O Lulin

Fevereiro 23, 2009 às 1:49 am | Publicado em Cometas | Deixe um comentário

Já está muito perto de Saturno. Estive a vê-lo hoje pela primeira vez. Vê-se perfeitamente bem com binóculos. Na próxima noite estará no ponto mais próximo da Terra a 61 milhões de quilómetros. Tudo indica que é a primeira vez que está a passar perto do Sol. Portanto, estamos a ver uma coisa que durante 4.600 milhões de anos esteve bem longe da Terra. Um visitante que deixou o reino dos gelos para se aventurar em paisagens mais quentes.

O cometa do momento

Fevereiro 19, 2009 às 3:18 pm | Publicado em Cometas | Deixe um comentário

O Lulin já está visível aos binóculos. Ainda não o vi, mas já me contaram que se consegue ver. Vejam as imagens, que se vão fazendo por esse mundo fora.

Olhar para o céu

Fevereiro 19, 2009 às 3:15 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

Uma reportagem SIC com o Miguel Claro. É interessante o trabalho que tem desenvolvido e a figura típica que mostra do que é um astrónomo amador.

Galileu ganha estátua no Vaticano

Fevereiro 17, 2009 às 7:40 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

Quem diria que um dia o Galileu ia ter uma estátua nos jardins do Vaticano!

P.S. Afinal o Galileu já não vai ter uma estátua no Vaticano…

A ver

Fevereiro 17, 2009 às 1:31 am | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

Uma revista que não conhecia.

Página seguinte »

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries e comentários feeds.