Memória do tempo

Setembro 2, 2008 às 8:19 pm | Publicado em Memória do tempo | Deixe um comentário

Há 20 anos a Astronomy trazia na capa a cratera de Copérnico e nas páginas interiores Michael T. Kitt falava da observação desta formação lunar. Stephen Cole falava da introdução da astronomia nas escolas e Steven Stahler and Neil Comins do difícil parto das estrelas do tipo solar. Vinte anos depois tudo isto parece que foi à uma eternidade. Mas não. Foi há pouco tempo. Uma eternidade são os 800 milhões de anos de idade da cratera na capa. Isso sim é que é uma eternidade. Mas enfim cada um julga o tempo à sua maneira.

Anúncios

Deixe um Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: