Preso

Abril 29, 2005 às 1:09 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário
Preso na areia sem saber como há-de escapar disto. Marte também tem destas coisas. Sem contar podemos ser apanhados numa duna. Como fugir agora disto?

A ver

Abril 26, 2005 às 5:06 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário
Já está disponível o sítio português do Ano Internacional da Física com várias informações sobre o ano que comemora o 100.º aniversário do “Annus Mirabilis” de Einstein, e as actividades que se vão realizando por todo o país.

Hubble

Abril 25, 2005 às 8:33 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário
No altura como esta, não podia deixar de endereçar os meus parabéns ao Hubble e a toda a gente que trabalha com ele e que tantas alegrias nos tem dado.

A comprar

Abril 20, 2005 às 3:45 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário
A revista Espace Magazine no seu último número traz o DVD dos 15 anos do Hubble. A comprar.

Meade

Abril 18, 2005 às 7:53 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário
O novo Autostar II da Meade que agora funciona por wireless.

Marte

Abril 18, 2005 às 6:29 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário
Acompanho as missões a Marte desde o tempo das missões soviéticas Fobos, lançadas em 88. Foram um desastre. A primeira perdeu-se no caminho e a segunda só se aguentou 3 meses à volta de Marte. Depois foi a vez da Mars Observer americana que também falhou em 93. Mas as falhas ainda não tinham terminado. A Mars 96 russa também não foi longe em 96. Portanto, acumulei decepções durante anos seguidos. Depois com a Pathfinder foi a alegria. Finalmente via uma coisa a funcionar na superfície de Marte. Foram bons tempos e andei um ano inteiro a espalhar as novidades pelas escolas. Usei as imagens até a exaustão. Até a coisa deixar de render.

Com a Polar Lander a frustração voltou. Mais uma para esquecer e chorar. Daí que quando os rovers foram lançados acompanhei a viagem com expectativa. Queria que tudo corresse bem. E quando no dia em que o Spirit chegou a Marte vi as primeiras imagens voltei a sentir a alegria dos tempos da Pathfinder. Fantástico. Imagens de um sítio novo cheio de pedras e com montanhas ao fundo. Depois foi o Opportunity e aquela paisagem estranha em Meridiani Planum. Com o passar dos meses as novidades foram chegando e os dois rovers foram entrando na nossa rotina. Tanto que hoje já não se fala deles, embora continuem a trabalhar. Mas é fantástico que tenham durado tanto tempo. É espantoso que ainda trabalhem. Por isso, continuo a ver o que fazem e continuo a falar deles.

Infelizmente, não tenho falado tanto quanto gostaria. Nas escolas falo de outras coisas. As prioridades são outras. Mas em palestras sempre que posso falo deles. E não me posso queixar muito. Desde 2003, que não me canso de chamar atenção para eles. Devo ter sido o tipo que mais falou deles em Portugal até hoje. É uma espécie de missão que tenho. E amanhã estarei na FLUP do Porto a cumprir essa missão. A lembrar que num mundo aqui ao lado há duas máquinas fantásticas a trabalhar todos os dias para conhecermos melhor um planeta primo do nosso.

Mas não é mais uma palestra sobre Marte que vão ouvir amanhã, os curiosos que por lá apareceram. Como sempre tenho a obrigação de fazer uma coisa para ficar na memória de quem vai lá. Tenho que estar a altura da minha presença. É o mínimo que esperam de mim quando me convidam para estas coisas. Eu pelo menos tenha essa noção, embora as pessoas que me convidaram não me conheçam. Mas tenho obrigação de fazer uma coisa bem feita.

FLUP

Abril 15, 2005 às 7:08 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

Os encontros de astronomia da FLUP continuam. Algumas das palestras podem ser vistas aqui e aqui.

15 anos do Hubble

Abril 15, 2005 às 7:03 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário
Os 15 anos do Hubble vão ser assinalados em Portugal com vários eventos. Ver aqui e aqui. Dia 30 de Abril sai um DVD com o Expresso. Uma óptima ideia.

Meteoritos calcários

Abril 15, 2005 às 6:44 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário
Vale a pena ler como neste país se faz uma exposição de meteoritos calcários com o apoio de uma câmara e ninguém dá pelo erro. A exposição decorreu em Fevereiro e foi visitada por escolas e tudo. E é espantoso que nem um único professor de ciências se tenha apercebido do absurdo de semelhante exposição, onde os meteoritos cairam do céu na forma de chuva. Ler também o artigo de Galopim de Carvalho sobre esta história.

Celestron

Abril 10, 2005 às 9:28 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário
Fez no ano passado 40 anos, que Tom Johnson, criou a Celestron Pacific. Johnson tinha nesse tempo uma empresa de electrónica chamada Valor Electronics, mas como estava decidido a produzir e a vender telescópios criou a Celestron. Logo nos primeiros anos de vida, a nova empresa produziu uma linha de SCT com 4 modelos diferentes que iam desde 25 cm até aos 55 cm. Custavam autênticas fortunas naquele tempo com o mais caro a custar praticamente 30 mil dólares e o mais barato 2 mil dólares. Mas Johnson percebeu que podia ter mais sucesso nas vendas se conseguisse produzir um modelo abaixo dos mil dólares capaz de cativar os amadores menos endinheirados. E foi assim, que nasceu o C 8 em Junho de 1970. Custava 795 dólares e tinha 20 cm de diâmetro. Em pouco tempo tornou-se um sucesso de vendas e um telescópio lendário. Durante 10 anos não teve grande concorrência, mas em 1980, a Meade lançou um modelo semelhante e desde então ambas as empresas tornaram-se concorrentes ferozes lançando uma série de modelos ao longo do tempo. Mas durante estes 40 anos, a Celestron sempre foi americana. Esta semana deixou de o ser. A empresa atravessava dificuldades há vários anos e era inevitável que mais tarde ou mais cedo fosse comprada por alguém mais poderoso como a Syntia. A entrada da Syntia numa empresa como a Celestron significa que a concorrência vai aumentar em relação à Meade. A Meade dominava o mercado dos SCT há muitos anos, mas agora pode perder o lugar cimeiro que ocupa. Vamos ver como a situação vai evoluir nos próximos tempos.

Já agora no final do mês em Lisboa vou fazer uma palestra sobre a história do C 8 no encontro da Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores (APAA).

Página seguinte »

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries e comentários feeds.