Contradições do Natal

Dezembro 21, 2004 às 1:27 am | Publicado em Astronomia | 1 Comentário
Há coisas estranhas no Natal. E há mesmo factos que me deixam preocupado pela contradição e pela crueldade. A estrela de Belém e os magos são dessas coisas do Natal que me deixam a pensar. Segundo reza a Bíblia quando Jesus nasceu apareceu uma estrela no céu para guiar os magos que vinham do Oriente. Sempre me pareceu haver exagero nesta história. Esta coisa das estrelas já é velha. Júlio César também teve direito a uma quando nasceu e Eneias, depois ter partido de Tróia, seguia todos os dias a estrela de Vénus. Mas fazer explodir uma estrela para guiar três tipos que vem do Oriente à procura do menino é realmente demais. Não podia o Senhor ter inventado uma coisa menos violenta para guiar os reis magos? Vai logo estourar com uma estrela! Mas já agora diga-se de passagem que não foi a primeira nem última a estourar por causa de um nascimento. Quando Kim Jong-Il nasceu na Coreia do Norte em 1942, conta-se que a natureza também não foi indiferente ao seu nascimento, fazendo surgir no céu um duplo arco-íris e uma estrela brilhante. Mas logo aqui há descriminação. Porque raio o Kim teve direito a um arco-íris + uma estrela e o Jesus só teve direito a uma estrela? Não devia o Jesus ter direito a mais sinais do que o Kim ou mesmo que Júlio César? Que raio de crueldade é esta em que se dá apenas uma estrela ao Jesus (que até foi uma excelente pessoa) enquanto que o Kim (que parece não ser grande peça) leva com um arco-íris e uma estrela?

Mas há mais contradições nesta história que só aparece em Mateus. Em Lucas é um anjo que anuncia o nascimento de Jesus e que manda os pastores à procura da criança na manjedoura. Mas não lhes fala em estrela nenhuma. Ora este anjo se fosse simpático tinha dito logo aos pastores sigam aquela estrela que vão lá ter. Mas não, diz para irem à procura de uma criança numa manjedoura. Faço ideia o trabalho que os pastores devem ter tido naquela noite para dar com o Jesus. E o rei Herodes, esse grande malandro, também não viu a estrela? Parece que não, pois ficou surpreendido com a chegada dos magos que vinham adorar o menino. Além disso, confiou neles e mandou-os saber do menino. Mas não teria sido mais fácil mandar uns soldados à procura do rapaz em vez de confiar nos magos? Este Herodes não era lá muito esperto. Mas a estrela lá indicou o caminho aos magos que não se perderam e na volta já não passaram pelo palácio de Herodes. E hoje lá estão no Presépio com as suas oferendas e a estrela por cima. Mas toda a gente se esquece que esteve para ali o Jesus três dias à espera dos magos para depois receber ouro, incenso e mirra. Ouro é sempre uma boa oferta e dá sempre jeito em tempos de crise, agora incenso e mirra? Para que raio queria o Jesus o incenso e a mirra? Foi uma coisa que nunca percebi. Se lhe tivessem trazido era um cobertor para o aquecer é que eram espertos, agora incenso e mirra? Enfim, são coisas destas que me deixam a pensar toda a noite.

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Significados :
    ouro se referindo à Sua realeza;
    o incenso, à Sua divindade;
    e a mirra, à Sua humanidade.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d bloggers like this: