Saturno cada vez mais perto

Fevereiro 29, 2004 às 6:01 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

No dia 9 de Fevereiro a sonda Cassini-Huygens tirou esta imagem de Saturno. A sonda está cada vez mais perto do planeta e chegará lá no dia 1 de Julho. A sonda estava a 69 milhões de quilómetros do planeta quando tirou a fotografia. Nos próximos meses a resolução vai aumentar.

Pouco tempo

Fevereiro 27, 2004 às 1:49 am | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

Vou ter pouco tempo para a blogosfera nos próximos dias ou mesmo semanas. Mas não estranhem a minha ausência. Voltarei sempre que puder. Vou andar a pregar astronomia por várias escolas e, por isso, o tempo não vai ser muito.

Lançamento adiado

Fevereiro 26, 2004 às 1:27 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

O lançamento da sonda Roseta teve de ser adiado devido a condições metereológicas desfavoráveis. O lançamento foi reprogramado para amanhã de manhã à mesma hora 07:36 (hora de Portugal).

A partida da Roseta

Fevereiro 26, 2004 às 2:33 am | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

A sonda Roseta da ESA está prestes a partir de Kourou para a sua longa viagem rumo ao cometa Churyumov-Gerasimenko (Chury para os amigos). O lançamento está marcado para as 07h36 da manhã de hoje com chegada prevista ao cometa em Agosto de 2014. A sonda irá estudar o cometa durante 18 meses e fará pousar neste astro um pequeno módulo chamado File, que tem o mesmo nome de uma ilha a Sul do Cairo, no rio Nilo, em que o antiquário inglês William John Bankes descobriu, em 1815, um obelisco com inscrições em duas línguas, que incluíam os nomes de Cleópatra e Ptolomeu em hieróglifos. Mais tarde, estas inscrições seriam importantes para Jean-François Champollion descodificar os hieróglifos na Pedra de Roseta. O lançamento pode ser visto em directo na televisão da ESA. Para as últimas novidades podem ver o site da missão ou então o do Rui Barbosa.

Uma mancha grande no Sol

Fevereiro 26, 2004 às 2:06 am | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

É raro, mas por vezes acontece, uma mancha solar fica enorme e torna-se visível à vista desarmada. Foi o que aconteceu com a mancha 564 nos últimos dias. Cresceu até atingir 8 vezes o tamanho da Terra. A imagem em baixo mostra a evolução do fenómeno ao longo de 4 dias. Reparem que começou como uma mancha pequenina. Este grupinho de manchas pode ver-se com um vidro de soldador. Mas não percam tempo, pois não falta muito para elas desaparecerem por trás do disco solar.

O 1º voluntário para Marte

Fevereiro 20, 2004 às 4:52 am | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

Marcianos

Fevereiro 20, 2004 às 4:22 am | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

Se o planeta alguma vez for terramorfado, isso será feito por seres humanos cuja residência permanente será Marte, humanos do planeta Marte. Os marcianos seremos nós. (Carl Sagan in Cosmos).

A não perder

Fevereiro 20, 2004 às 4:11 am | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

O número de Abril da revista Astronomy com um colorido artigo sobre as aventuras marcianas do Spirit. E a capa não podia estar melhor como se pode ver pela imagem.

O Spirit passou os 100 metros

Fevereiro 18, 2004 às 2:14 am | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

O rover Spirit passou os 100 metros de terreno percorrido em Marte em 44 dias de missão batendo assim o anterior recorde do Soujorner que era de 102 metros. Enquanto isso, o Opportunity continua às voltas dentro da pequena cratera onde caiu. Lá para o final do mês deve sair cá para fora. A imagem mostra o trajecto dele até agora e os próximos passos.

Átomos pensando sobre átomos

Fevereiro 17, 2004 às 3:48 pm | Publicado em Astronomia | Deixe um comentário

Certamente que isto é uma grande parte da nossa dignidade… que possamos conhecer e que, através de nós, a matéria possa conhecer-se a si própria; que, começando com protões e electrões, saídos do princípio dos tempos e da vastidão do espaço, possamos começar a entender; que organizados como estão em nós, o hidrogénio, o carbono, o azoto, o oxigénio, esses 16 a 21 elementos, a água, a luz do Sol – todos eles, tendo-se transformado em nós, possam começar a entender o que são, e como se tornaram nisso.

George Wald (Prémio Nobel da Medicina) (1964)

Página seguinte »

Site no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.